Espécies > Tatu > Tatu peba: Euphractus sexcinctus

Tatu peba: Euphractus sexcinctus

Tatu-peba (Euphractus sexcinctus Linnaeus 1758)

Ordem: Cingulata Família: Dasypodidae Nome científico: Euphractus sexcinctus

Nomes populares:

- português: tatu-peba; tatu-peludo

- inglês: yellow armadillo

- espanhol:

Distribuição:tatu-peba ocorre em uma ampla área da América do Sul , do sul do Suriname e Brasil adjacente à Bolívia , Paraguai , Uruguai e norte da Argentina ( Redford e Wetzel 1985). No Brasil, a espécie ocorre nos biomas da Amazônia, Caatinga, Cerrado, Pantanal, Mata Atlântica e Campos Sulinos (Fonseca et al. 1996).

Hábitat: A atividade do tatu-peba é principalmente diurna, mas ocasionalmente pode estar ativo à noite (Redford & Wetzel 1985). Costuma ser encontrado em formações de vegetação aberta e em bordas de florestas (Eisenberg & Redford 1999).

Biologia e ecologia: Geralmente é encontrado sozinho, exceto em época reprodutiva.

Dieta: Sua alimentação é bastante variada e inclui desde material vegetal, invertebrados, carniça, até pequenos vertebrados como anuros, serpentes, aves e roedores (Redford 1985; Bezerra et al. 2001; Bonato 2002.)

Ameaças: as ameaças são comuns a família Dasypodidae como perda e fragmentação de hábitat, atropelamentos, expansão da agricultura. Esta espécie é bastante caçada, com destaque para o Cerrado e a Caatinga.

Status de conservação: é considerada como “Menos preocupante” (LC) na Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN (Abba; Superina 2014).

Curiosidade: Quando se sente ameaçado, em vez de cavar tocas, o tatu-peba corre para fugir da sua ameaça e pode morder se for capturado (Redford & Wetzel 1985). Para se livrar do perigo ele também pode entrar na toca mais próxima.

Referências

Abba, A.M., Lima, E. & Superina, M. 2014. Euphractus sexcinctus. The IUCN Red List of Threatened Species 2014: e.T8306A47441708. http://dx.doi.org/10.2305/IUCN.UK.2014-1.RLTS.T8306A47441708.en . Downloaded on 05 October 2015.

Bezerra, A. M. R.; Rodrigues, F. H. G. & Carmignotto, A. P. 2001. Predation of Rodents by the Yellow Armadillo (Euphractus sexcinctus) in Cerrado of Central Brazil. Mammalia 65(1): 86-88.

Bonato, V. 2002. Ecologia e História Natural de Tatus do Cerrado de Itirapina, São Paulo (Xenarthra: Dasypodidae). Dissertação de Mestrado. Universidade Estadual de Campinas. 80 pp.

Eisenberg, J. F. & Redford, K. H. 1999. Mammals of the Neotropics: The Central Neotropics: Ecuador, Peru, Bolivia, Brazil. Vol. 3. The University of Chicago Press, Chicago. 609 pp.

Fonseca, G. A. B. da; Herrmann, G.; Leite, Y. L. R.; Mittermeier, R. A.; Rylands, A. B. & Patton, J. L. 1996. Lista anotada dos mamíferos do Brasil. Occasional Papers in Conservation Biology 4: 1-38.

Medri, I. M. 2008. Ecologia e história natural do tatu-peba, Euphractus sexcinctus (Linnaeus, 1758), no Pantanal da Nhecolândia, Mato Grosso do Sul. Tese (Doutorado) – Departamento de Ecologia do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade de Brasília.

Redford, K. H. & Wetzel, R. M. 1985. Euphractus sexcinctus. Mammalian Species 252: 1-4.

Redford, K. H. 1985. Food habitats of armadillos (Xenarthra: Dasypodidae). In: The Evolution and Ecology of Armadillos, Sloths and Vermilinguas. G. G. Montgomery (ed.), p. 429-437. Smithsonian Institution Press, Washington and London.



MEIOS DE CONTATO

Quer falar com a gente?

Entre em contato para
dúvidas, sugestões, comentários.

Telefone:

(086) 3323-8163

Email:

contato@tamandua.org

Desenvolvido por: Emprimeiro Informática. Todos os direitos resenvados